Estados Unidos terá um finalista pela sétima vez


Algoz de Décamps, Ulises Blanch enfrenta Oliver Crawford na semifinal  Foto: Thiago Parmalat/DGW Comunicação

Algoz de Décamps, Ulises Blanch enfrenta Oliver Crawford na semifinal
Foto: Thiago Parmalat/DGW Comunicação

São José dos Campos (SP), 11 de março de 2016 – Pela sétima vez na história, os Estados Unidos terão um finalista na categoria 18 anos masculino do 46º Banana Bowl – Troféu Alcides Procopio. Os americanos Ulises Blanch e Oliver Crawford irão se enfrentar na semifinal de sábado e o vencedor lutará pelo título do torneio ITF G1 disputado na Associação Esportiva São José/Clube de Campo Santa Rita em São José dos Campos.

Cabeça de chave número 2, Blanch impôs um tênis agressivo e sacou muito bem na vitória por 6/3 e 6/1 sobre o paulista Gabriel Décamps, último brasileiro restante na chave de simples do torneio. “Ele sacou muito bem e entrou bem na quadra, mas eu também não fiz o que eu tinha combinado com meu técnico e quando você joga errado, nesse nível de ITF, as coisas não dão certo”, afirmou Décamps após a partida.

“Acho que eu poderia ter corrido mais. No começo do jogo estava duro, com os dois confirmando o saque, e eu não consegui manter por causa minha cabeça. A seguência de jogos me deixou bem cansado e minha cabeça falhou muito”, afirmou o paulista, que vinha de duas partidas de três sets nas rodadas anteriores e inclusive completou a vitória pelas oitavas de final na manhã desta sexta.

“Espero não cometer os erros que eu fiz essa semana, manter o que fiz de bom para elevar o meu nível”, confirmou o atual 37º no ranking mundial juvenil, que está com o melhor ranking da carreira. Seu próximo compromisso é o Campeonato Internacional Juvenil de Tenis de Porto Alegre.

Algoz de Decamps, Blanch falou um pouco sobre sua proposta agressiva. “Tentei usar minhas principais caracteristicas, com saque e forehand. Acho que me senti confortável na partida de hoje e joguei muito bem”, afirmou o americano que agora enfrenta Oliver Crawford, que virou contra o alemão que treina na Espanha Nicola Khun, com parciais de 1/6 6/1 e 6/4.

Será o primeiro confronto entre os dois americanos, sendo que Crawford veio ao Brasil junto com a equipe da USTA, enquanto Blanch treina na Argentina. Cinco americanos já foram campeõe do torneio, com destaques para John McEnroe e Andy Roddick, além de Bill Stanley, David Witt, Andy Roddick e Spencer Papa. Por sua vez, Kristian Capalik foi vice-campeão.

Do outro lado da chave, o japonês Yosuke Watanuki voltou a confirmar a condição de cabeça 1 do torneio com vitória por duplo 6/2 sobre o israelense Yshai Oliel. Seu próximo adversário é o alemão Louis Wessels, que derrotou o argentino Sebastian Baez por 6/4 e 6/2. “Joguei contra ele na Austrália e perdi. Ele tem um ótimo saque, então sei que devolver muito bem e fazê-lo jogar”, afirmou Watanuki, a respeito do rival da semifinal deste sábado.

Tanto Japão quanto Alemanha jamais tiveram representantes na chave de 18 anos masculina do Banana Bowl. Os germânicos, entretanto, tiveram um título entre as mulheres com Maren Kemper em 1987.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s