Décamps salva match point e se junta a Koelle nas oitavas


Gabriel Decamps fez jogo de quase 3 horas Foto: Marcello Zambrana/DGW Comunicação

Gabriel Decamps disputou uma partida de quase três horas
Foto: Marcello Zambrana/DGW Comunicação

São José dos Campos (SP), 9 de março de 2016 – O tênis brasileiro tem dois representantes nas oitavas de final da categoria 18 anos masculino do 46º Banana Bowl – Troféu Alcides Procopio. Os paulistas Gabriel Décamps e Lucas Koelle estrearam com vitória no torneio G1 da ITF, disputado no saibro da Associação Esportiva São José/Clube de Campo Santa Rita em São José dos Campos.

Décamps ficou por quase três horas em quadra e no início teve dificuldade para pontuar no serviço do americano Patrick Kypson. A partir do segundo set, o paulista pôde equilibrar as ações e vencia por 1/6 6/3 6/5, quando o adversário precisou abandonar sentindo câimbras. Kypson chegou a ter quedas em quadra nos games finais.

“Não é a melhor forma de se ganhar um jogo, principalmente depois de quase três horas lutando. Fico contente pela vitória, mas fico triste por ele”, afirmou Décamps após a partida. “Não ia errar a bola no match point dele nem pau e acabei vencendo o jogo também mentalmente”.

“Não joguei bem o jogo inteiro, mas acho que ganhei pela minha vontade”, avaliou. “O nervosismo tomou conta no primeiro set, joguei muito abaixo do meu nível. Mas mentalmente fui melhor a partir do segundo”. Sétimo favorito, Décamps enfrenta o americano Vasil Kirkov, que derrotou o português Tiago Cacao por 6/1 6/2. “Vai ser jogo duro, espero corrigir meus erros porque fiz bastante e que eu consiga jogar bem”.

Lucas Koelle foi firme nos games de serviço na estreia Foto: Marcello Zambrana/DGW Comunicação

Lucas Koelle foi firme nos games de serviço na estreia
Foto: Marcello Zambrana/DGW Comunicação

Koelle foi firme nos games de serviço para marcar as parciais de 6/3 6/4 contra o americano vindo do qualificatório Robert Loeb. “Já havia jogado com ele na Costa Rica no começo do ano e vencido, o que dá confiança, mas também uma obrigação de tentar ganhar de novo”, disse o paulista de 17 anos e cabeça 13 do torneio.

“Ele gosta de jogar mais reto e quando você sobe mais a bola se complica. O que ajudou mais foi meu saque, que ele não conseguiu quebrar”, avaliou Koelle. “No game final, saí de 0-40 e consegui fechar”. Na próxima fase, ele enfrenta o argentino Sebastian Baez que eliminou o cabeça 4 americano Nathan Ponwith, por 7/5 7/6(6)

O paranaense Thiago Wild se despediu na segunda rodada em duelo com o alemão que treina na Espanha Nicola Kuhn com duplo 6/1. Aos 15 anos, Khun é um dos atletas selecionados por Juan Carlos Ferrero para trabalhar em sua academia em Valência. Também foi eliminado o paulista de 17 anos Gabriel Bugiga, que sofreu 6/4 6/0 do cabeça 3 japonês Toru Horie.

Favoritos avançam – Enquanto a chave feminina perdeu alguns de seus principais nomes na última terça-feira, o torneio masculino manteve os dois primeiros cabeças de chave. O favorito japonês Yosuke Watanuki marcou duplo 6/4 no porto-riquenho Sebastian Arcila e agora enfrenta o alemão Valentin Guenther. Já o cabeça 2 americano Ulysses Blanch fez 7/6(4) 6/2 no alemão Marvin Moeller enfrenta o chileno Matias Soto.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s